Moçambique faz parte da lista de 12 países africanos que irão beneficiar de um crédito de 4,2 mil milhões de dólares para a produção de arroz e outros projectos de desenvolvimento.

O anúncio da concessão do financiamento foi feito pelo representante da Estratégia Nacional de Desenvolvimento do Arroz do Japão, Hiroshi Chioroaka, falando quarta-feira, em Abuja, durante um encontro sobre a produção de arroz realizado conjuntamente pela Aliança Africana de Revolução Verde e a Agência Japonesa de Cooperação Internacional.

Chioroaka disse que o governo do seu país anunciou, também, através do Ministro das Finanças, a concessão de 150 milhões de dólares para financiar projectos de cooperação técnica e 100 milhões d

e dólares para apoiar o Projecto do Banco Mundial para o Desenvolvimento de Arroz em África.

Segundo ele, além de Moçambique, os Camarões, Gana, Guiné, Madagáscar, Mali, Nigéria, Quénia, Senegal, Serra Leoa, Tanzânia e Uganda, são os outros países a beneficiarem deste apoio para o desenvolvimento da cultura de arroz.

Este apoio poderá contribuir para os esforços do Governo de Moçambique em massificar a produção do arroz visando eliminar a as exportações deste cereal até 2011.

Em Junho passado, o Governo aprovou o Plano Nacional de Produção de Alimentos, 2008/2011, com a finalidade de reduzir o défice dos principais produtos alimentares como arroz e trigo, potenciar e promover a produção em larga escala do milho e mandioca, culturas de que o país é actualmente excedentário.

Neste momento, Moçambique regista um défice de 316 mil toneladas de arroz. As necessidades anuais deste cereal são de 539 mil toneladas, mas o país só produz 223 mil toneladas. (macauhub)