Sondagens





Pelo direito de continuar os estudos!

No passado dia 28 de Maio de 2008, uma jovem cabo-verdiana estudante do 11 ano, na Escola Secundaria Januário Leite, no concelho do Paul, foi convidada a anular a sua matricula por motivo de parto.

Diante deste caso e tendo conhecimento de outros casos, exigimos um enquadramento especial para as grávidas nas escolas, deixando claro que não queremos incentivar a gravidez precoce, mas combater o abandono escolar e a discriminação que a referida medida de suspensão implica.

Subscreva esta petição a favor da aluna Ana Rodrigues e deixe a sua opinião sobre essa medida de suspensão no site indicado abaixo.

http://www.ipetitions.com/petition/dicriminacaonaescola
O montante anual a pagar por cada cidadão guineense é de 2000 francos cfa (cerca de três euros), enquanto os trabalhadores da função pública e de empresas privadas vão pagar um por cento sobre o salário mensal

  • Agenda de Eventos